Artigo
Marketing de Influência: você sabe o que é?

Marketing de Influência: você sabe o que é?

  • Quando05/11/2019|
  • COMPARTILHE ESSE ARTIGO:
    • FB
    • IN
    • YU
A era dos influenciadores criou uma série de novas dinâmicas de marketing. Marcas que antes não tinham como brigar com os gigantes por espaço na mídia tradicional agora podem criar planos eficientes se usarem de forma adequada os figurões. O conjunto de técnicas para isso é o que chamamos de marketing de influência. Mas você sabe o que realmente é o marketing de influência? Essa estratégia envolve trabalhar com pessoas consideradas influenciadores para promover uma marca, campanha ou produto. É um método altamente eficaz, que consegue expandir e criar reconhecimento da marca e conquistar novos clientes.

O crescimento do marketing de influência

O marketing de influência é uma tendência no mercado brasileiro, já que o país é um dos campeões mundiais de uso de redes sociais. Segundo um relatório da Linqia, 86% dos profissionais de marketing nacionais usaram a técnica em 2017. Mas para entender melhor por que o marketing de influência funciona, precisamos entender quem são esses influenciadores e o poder que eles possuem.

Quem são os influenciadores

Ações de marketing eram baseadas no poder que celebridades tinham de se comunicar com muita gente, mas a internet mudou isso. Afinal, as marcas hoje não precisam conversar com públicos amplos. É possível construir planos que foquem apenas em nichos, por exemplo. É aí que entram os influenciadores. Eles não são celebridades como as de antigamente, mas são capazes de influenciar as decisões e opiniões de outras pessoas. Possuem muitos seguidores em diversas redes sociais e conseguem gerar engajamento com esse público. Para isso, criam como se fossem veículos.

Como funciona a conexão com o público

A relação das pessoas com influenciadores depende de uma série de fatores. Um dos principais é a definição do terreno de atuação daquela figura - sobre quais assuntos ela fala e como ela se posiciona diante de certos temas. Essa capacidade de orientar a opinião de nichos específicos é o que faz com que os influenciadores sejam tão relevantes para marcas. Com a internet e os recursos de redes sociais, é possível entender quais figuras são mais eficientes para cada perfil de público, por exemplo. O marketing de influência é o uso dessa capacidade dos formadores de opinião, portanto. Como transformar o engajamento em geração de negócios para diferentes marcas?

O segredo é a conexão real com o propósito da marca

A grande diferença entre o marketing de influência e o que existia anteriormente é a conexão real. Se antes era possível fazer campanhas inteiras com celebridades sem saber se elas usariam um produto, hoje os clientes cobram elos mais reais entre a marca e seus garotos-propaganda. Um exemplo positivo de uso do marketing de influência no Brasil aconteceu em 2016. Naquela época, a Coca-Cola criou uma campanha para os Jogos Olímpicos de 2016 e deu a um time o poder de desenvolver até mascotes fictícios para o evento. A ativação contou com nomes grandes como Felipe Castanhari – que atualmente possui 12,5 milhões de inscritos no seu canal, do Youtube, Canal Nostalgia – e Julio Cocielo – que está na marca dos 19 milhões em seu canal CanalCanalha, no Youtube. Pathy dos Reis, Lucas Rangel e Mauro Nakada também participaram. Explorar o potencial do Marketing de Influência vem se tornando imprescindível para as marcas! Não deixe essa oportunidade passar. Quer mais dicas para fazer isso ou para promover interação no seu evento? Então confira aqui. Ah, e não esqueça de nos seguir no Instagram e no Facebook.
  • COMPARTILHE ESSE ARTIGO:
    • FB
    • IN
    • YU

Mais sobre

Últimos posts

Receba atualizações, artigos e dicas incríveis: